Cookie time!

(favor colocar a Ella pra cantar antes de começar a ler o post)

Então, Natal chegando e fazer cookies é praticamente uma obrigação. Ano passado eu acabei não fazendo porque não tinha forno em casa – mas esse ano não tinha desculpa, então mãos à obra.

Primeira fase: comprar os ingredientes.

Olhei os ingredientes que eu não sabia o nome no tradutor, anotei tudo numa listinha, e fui-me pro mercado. Pra quem estiver interessado: fermento é Hefe, e bicarbonato é Backpulver, literalmente pó de assar. Farinha de trigo é Weizenmehl, e de aveia é Hafermehl. Ah!, farinha de aveia em flocos é Haferflocken. Será que o nome da cerveja Hefeweisen vem daí?

Chegando no mercado, mil tipos de farinha, e nada da farinha de aveia. Já me assustei e mandei mensagem pra três pessoas que podiam me ajudar; duas brasileiras e uma alemã que falam as duas línguas. Não me espantei da alemã ser a primeira a responder – é impressionante o vocabulário que ela tem :o ela confirmou que o nome era esse mesmo, Feine Haferflocken. Tive que recorrer à ajudante de papai noel (juro, tinha um papai noel no mercado) e daí ela me mostrou que tinha sim, mas não perto das farinhas. Aveia fica perto de cereal matinal e coisas saudáveis tipo musli e granola. Flocos finos não tinha, já era querer demais, né?

Pra compensar os ingredientes meio capengas, caprichei no chocolate. Em vez de Garoto, esse ano os cookies saem com chocolate Milka :)

2013-12-06 18.48.48

Zuzaten

Segunda fase: fazer a massa.

Não quero dar detalhes porque a receita é secreta, mas ela envolve cortar muito chocolate em pedacinhos bem pequenos, e também misturar um montão de ingredientes na mão caso a gente não tenha batedeira. É bem mais divertido fazer com companhia; se não tem companhia, a gente faz por skype :)

IMG_3880

Em trës etapas

IMG_3881

Maos na massa

Eu tenho a impressão de que alguma coisa vai sair errada, porque eu não lembro da massa ter ficado tão consistente e pesada das últimas vezes! E quando eu digo pesada, eu digo PESADA: tive que juntar mais manteiga pra ela conseguir absorver todo o chocolate. Hmmmm, será que é porque eu coloquei 20% mais chocolate do que devia, porque alguém disse que ‘chocolate demais’ não existe?

IMG_3882

Massa levinha

(se já acabou a Ella, agora temos Eartha Kitt)

Fase três: deixar a massa na geladeira por 24h.

Fase quatro: acordar no domingo doida pra assar cookies!

A parte mais difícil dessa fase é parar de comer a massa crua (que é deliciosa) e enrolar pra assar. A massa ficou tão consistente que dessa vez nem precisou de manteiga! Na verdade nem enrolar precisou; eu mais ou menos cortei a massa no tamanho certo, arredondei os cantos e foi isso.

IMG_3904

Massa levinha, parte II

(eu lembrei de deixar um pedaço quadrado pra ver se o meu esforço em deixar as bolinhas arredondadas estava servindo pra alguma coisa. Mas me esqueci de lembrar em qual fornada ele estava, e agora todos os cookies assados estão iguais, então acho que na próxima vez não vou gastar tempo arredondando não)

A fase de assamento de cookies é a mais sensível; tem que ficar de olho porque assa muito rápido e sempre corre o risco de queimar. Ah!, as formas de assar cookie (juro – são formas específicas de assar cookie) que eu comprei valeram a pena. Não precisei untar e os cookies soltaram da forma super fácil. Não sei se dá pra ver na foto, mas ela é uma placa sem beiradas, fora uma na frente pra segurar. Ou seja, não dá pra assar bolo, só coisas que não escorrem.

IMG_3906

Assando

O forno aqui de casa é um mistério – nada assa como devia. Acabei diminuindo (bastante) a temperatura e colocando no modo que tem ar quente; também deixei um pouco mais tempo, já que a temperatura estava menor. Resultado: não queimei nenhuma fornada!

Cookies prontos e achei que ficaram suficientemente parecidos com os originais, apesar de não terem crescido muito. Ficaram mais doces do que deviam, também (aposto que usei manteiga sem sal =/). Vamos ver o que o pessoal do escritório vai achar :)

(o pote grande é pro escritório; o pequeno é presente ;)

IMG_3908

Fertig!

Advertisements

5 thoughts on “Cookie time!

  1. Eles nao cresceram porque voce nao usou os ingredientes corretos =-/ Hefe é fermento biologico (fermento para pao – ha o fresco e o seco), Backpulver é fermento quimico (fermento para bolo) e Natron (voce encontra em geral na parte de temperos secos, na Apotheke ou em lojas turcas) é bicarbonato de sodio. Farinha de aveia nao é ‘feine Haferflocken’ (essa á a aveia fina de fazer mingau), mas sim Haferflockenmehl. Da para moer a aveia normal (Haferflocken) com um mixer ou liquidificador ate ela ficar em forma de farinha ou de flocos menores.

  2. A massa é dura mesmo, fica compacta talvez porque a manteiga fica dura. Por aqui, no calorão, a manteiga derrete e fica mais maleável (mas tirando da geladeira, não tem jeito nem de enfiar a colher de tão duro).
    Quero saber só é se o gosto ficou bom…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s