The Yacht Week, parte III

O dia de Plaka foi o mais sem graca da viagem. Isso se da’pra dizer que passar o dia velejando por ilhas gregas seja sem graca.

IMG_1670

Vida sem graca

Mas a verdade é que achei a ilha sem personalidade, o jantar grego marromenos (a gente vai ficando chato com comida boa, ne) e a balada foi sem graca de tudo. As festas da YW sao otimas pra quem gosta de tuntz-tuntz, mas pra quem nao gosta, cansa. Era a mesma coisa tooooooooooda festa. Uma ou outra musica eu ja’ fui gostando, outras passei a gostar, mas… mesma coisa cansa. Mas se a balada tava chata, era so’ voltar pro barco, fazer uns mojitos e ouvir bitous :D

Em compensacao, durante o dia, teve um torneio de volei durante o dia e tiramos fotos debaixo dagua que ficaram fantasticas :D O skypper ensinou pra gente que o que dava certo era mergulhar fundo e tirar a foto subindo, pro cabelo nao ficar na frente. Ainda assim, tiramos milhares pra uma ou outra ficarem marromenos. Minha, acho que nao tem nenhuma decente.

IMGP0053

Milesima tentativa

Descobrimos experimentalmente que a complexidade de tirar uma boa foto aquatica é proporcional ao quadrado do numero de participantes.

IMGP0048

Essa nao rolou nunca

Momento pra falar da melhor ideia das ferias: as boinhas! Lemos que o pessoal leva boias grande e pequenas pra fazer bagunca na agua. Eu levei umas aqui de Ffm mesmo, pra nao correr o risco de faltar, mas nem precisou, que la’ tem em qualquer lojinha, ate’ mais barato. As boias grandes sao otimas, especialmente pra tomar um sol dentro da agua e nao derramar a cerveja – vao aparecer nas fotos ainda. Mas bom, bom mesmo, foram as boias de 50cm que eu levei. Essas aqui, o’:

IMGP0081

Boinha maravilha

Considere ai que 1) a gente parava em baias naturais pra nadar, com profundidades de 5, 10, 15 metros e 2) eu sou uma nadadora bem marromenos. E considere tambem que eu sou sempre a favor de evitar a fadiga. Entao, enquanto as pessoas ficavam batendo pes e bracos pra se manterem na superficie (a água lá é bem salgada, o que facilita muito, mas ainda assim) eu acoplava minha boinha nas pernas (ou na cintura) e ficava ‘a toa. Eu levei cinco dessas boias, mas so’ quem aprovou a ideia foi a Dedeh. E como elas sao pequeninas, dava pra gente levar na bolsa (desinflada) e encher na hora de pular no mar. Zero risco de afogamento, zero fadiga, so’ alegria. E alegria portatil.

Nesse campeonato de volei (que a gente perdeu depois de ter dado algum trabalho) tambem teve pintura pro corpo. De novo, todo mundo la’ se achando os bonitos maquiados e perfumados, e os mendigos do meu barco se lambuzando antes de todo mundo.

IMGP0122

Body paint

IMGP0124

Body paint

Dificil foi so’ tirar essa porcaria de tinta depois! Mas tudo bem, que ficar na água era nossa principal atividade mesmo :)

Advertisements

5 thoughts on “The Yacht Week, parte III

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s