Rock am Ring, parte II

Opa, voltei :D

Agora a analise do que realmente importa no Rock am Ring – as bandas!

Chegamos na 6a ‘a noite e perdemos muitos shows de bandas conhecidas como Fun, Paramore, Cro… mas assim que botamos o pe’ no festival fomos recompensados pelo show da Kakkmaddafakka, uma banda indie norueguesa. Eles sao beeeem legais, e depois que baixei os cds ate’ descobri que tem musica deles no radio!

Vimos um pouquinho do Bullet for my Valentine – de tanto ouvir falar, eu esperava mais, mas achei muito barulhento. Acho que, pelo nome, eu queria uma coisa mais romantica haha.

Show do Limp Bizkit foi muito, muito ruim. Eles fizeram um cover/mashup de Master of Puppets, Sweet Child O’ Mine, Alive e Smells Like Teen Spirit que foi de morrer de tristeza. Nao querem fazer direito, nao facam, amiguinhos. O cover de My Generation tambem foi bem ruim, e eu so’ queria sair de perto do show. The highway, por favor.

Pra fechar a sexta fomos assistir os headliners: Thirty Seconds to Mars. Eu nunca tinha ouvido falar nos caras, depois ‘e que me contaram que ‘e a banda do Jared Leto. Que ‘e um gato, mas se quiser ficar quietinho, faz bem. As musicas sao okeeeey – tipo assim um Nickelback piorado. Mas os caras sao insuportaveis no palco! A plateia (lotada de adolescentes histericas e histericos) estava louca com eles, e eles perguntando ‘voces ja’ ouviram falar no 30 seconds to Mars?’. Achei chato, ruim, e cheio de marra.

Sabado fomos cedo pro festival. Eu queria ver as bandas do comeco, sem tanta competicao, e bandas que eu nao conheco. Comecamos com o Jake Bugg que a Yolanda ja’ tinha me recomendado e eu gostei muito. A voz dele ‘e uma delicia, e as musicas sao muito gostosas! Unico senao ‘e o show, porque ele fica no palco sem se mover, se achando o mais gostoso do universo. Mas se voce nao ligar muito pra ele, o som ‘e muito bom!

O show do Stereophonics foi okey – eu tinha alguma expectativa porque a Dedeh gosta muito dos caras e eu nunca tinha ido num show, e gosto muitao de varias musicas. Mas eles nao tocaram Mr. Writer (que eu adoro) e, quando fecharam o show com Maybe Tomorrow, o som estava tao zoado que ate’ eles fizeram cara feia. Mas legal ir no show e lembrar da ‘epoca da faculdade :)

O proximo da lista, Biffy Clyro, tambem indicacao da Yolanda… e’ uma banda escocesa que ‘e ate’ antiga – achei cds deles de 2002 – e o show foi bem legal. Claro que ajudou a banda toda estar sem camisa no palco e serem uns gostosos! Ate’ achei que todos os clipes seriam assim sem roupa, mas infelizmente nao. Bom, gostei mais do show do que das musicas em si; teve bao :)

O show do Phoenix pra mim foi o melhor do festival, mas ‘e porque eu adoro a banda e eles tem sido minha trilha sonora aqui na Alemanha. Tocaram Love like a Sunset no por do sol e o Thomas Mars (nem sabia o nome dele) ‘e um fofo. Eu nem lembrava que eles sao franceses.



Dai corremos pro show do Prodigy – gente do ceu, que show louco! Acho que as pessoas estavam muito loucas e drogadas, que nem nesse video, um clima totalmente diferente do show do Phoenix logo mais cedo em outro palco. Se eu nao estivesse tao cansada (e estivesse mais encachacada) eu teria curtido e ficado, em vez de ir embora dormir.

No domingo, chegamos mais cedo ainda, porque o plano era ir embora cedo pra trabalhar no dia seguinte…

Pegamos o finalzinho do show do All Time Low e constatei que nao ‘e so’ o Rock in Rio que tem boyband :D

O Royal Republic ‘e uma banda sueca e eu curti muito, e nao ‘e so’ porque os caras sao gatos :D O show foi super legal, as musicas sao legais, e os caras parecem super simpaticos. Aprovado!


Assisi o Bad Religion porque me pareceu uma dessas bandas classicas, mas nem curti o show. Os caras tao velhos e mandaram bem (pra idade haha), mas achei o som sem graca. Pelo que eu li os caras foram importantes e tem letras bacanas, mas eu sou cabeca-oca e nem curti tanto : )

O Till fazia questao de ver o Simple Plan e la’ ficamos nos… veeeeeeeeeeelho, que banda chata. As adolescentes e os adolescentes estavam la’ histericos, e na verdade o show e’ animado e divertido, mas as musicas sao muito ruins! Vergonha alheia desse povo, nessa idade, cantando essas letras! Mas, pensando bem… eles tao ai fazendo show e ganhando milhoes, e eu nao. Mals.

E por ultimo, antes de ir embora, sentamos pra ver o show que seria a banda mais legal que eu conheci no festival: Bastille. Os caras sao uns fofos (fofos mesmo), as musicas sao fofas, e o show foi otimo. Nunca tinha ouvido falar e adorei! Se tiver mais show, topo voltar.



Bonus: nao deu pra ver os Wombats porque saimos antes, mas eles tambem sao bons :D

Resumindo: pra ver bandas que eu ja conhecia, festival nem ‘e tao legal, porque ‘e muita coisa ao mesmo tempo e os shows sao curtinhos. Mas pra conhecer coisas novas, foi otimo! Agora que estou tendo tempo de ouvir tudo com calma, melhor ainda. Rock am Ring aprovado!

Advertisements

2 thoughts on “Rock am Ring, parte II

  1. Babando por: Kakkmaddafakka, Stereophonics, Phoenix, The Prodigy, Bad Religion and The Wombats. Mas assim babando muito mesmo. Litros de saliva… :D~~~~~~ Que sortuda, você!!! Beijoks

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s