Rock am Ring!

Quando eu cheguei em Frankfurt, toda animada e feliz, me contaram que o alemao se programa com muita antecedencia e eu sai alegremente a comprar ingressos de shows que iam acontecer dali a 8 meses, porque ne, vai que acaba. Ate’ la’ ja’ seria verao, estaria quente, eu com certeza arranjaria companhia e tudo o mais.

Pois entao, chegou junho e nada de calor nem de companhia. Um dos festivais eu vendi; o outro eu achava que venderia porque esta’ esgotado, mas tem gente vendendo o ingresso por metade do preco e ninguem ia comprar o meu pelo preco normal. E e’ justamente o Rock am Ring, um festival super bacana, super tradicional, e que eu sempre quis ir. Perder 170 euros e o festival, so’ por falta de coragem? Nao ‘e comigo!

Dai resolvi olhar o tamanho da encrenca. Como Nurburg fica perto de Frankfurt, as passagens de trem ficariam baratinhas, 30 euros. O problema era achar hotel. Como o festival ‘e numa pista de corrida, ‘e no meio do nada e longe de tudo, e o hotel mais perto que eu encontrei era a 14km de distancia. As linhas de onibus do festival levam so do festival pros campings do proprio festival, e achei uns relatos dizendo que o transito fica impossivel pra ir de carro, caso eu resolvesse alugar um. Considerando ainda o fato de que os shows sao ‘a noite, preferi ficar num lugar cheio de gente a me perder pelo campo – a melhor opcao era mesmo comprar uma barraca e ficar acampada no festival. Aqui seguranca nao ‘e problema, e minha falta de direcao ‘e internacional.

Pensei, pensei, pensei, pedi opiniao pros amigos (quem fica online de tarde corre o risco de ter que dar palpites em assuntos aleatorios da minha vida) e resolvi ir. Comprei uma barraca, um travesseirinho inflavel, um negocio isolante termico e uma lanterninha. Saco de dormir eu tenho, e o colchao inflavel vai depender de caber na mochila. Como tudo tem que ter emocao, a encomenda esta’ programada pra chegar dia 4, e eu viajo dia 7 – torcendo pra que nao atrase!

Na hora de comprar o trem de volta,  mais uma decisao dificil – porque se nao tiver novela, nao e’ a minha vida. O porcario do evento tem uns onibus do festival ate’ a estacao de Koblenz, a cidade mais perto, mas o ultimo sai uma da manha do domingo e depois so’ ‘as 6 da manha de segunda. Ou eu pegava um trem depois das 7 da manha e ia direto pro trabalho, ou perdia o ultimo show, justo do Green Day. A velhice nao me permitiu amar tanto o GD – depois de duas noites dormindo em barraca, tenho certeza que vou estar muito mais interessada na minha cama do que no Billy Joe.

Resumindo: vou sozinha, vou dormir numa barraca, e a primavera nao quer dar as caras. Mas a sorte acompanha os audazes!

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s