Brincando de casinha, parte II

Sentei na frente do computador (agora com internet) pra definir o que comprar e quanto vou gastar nessa brincadeira de montar casa.

O racional ‘e o seguinte: quero as coisas mais baratas que nao sejam horrorosas. E’ que agora vou comprar tudo e vai ser um rombo no bolso; mais tarde, eu posso investir numa mesinha mais bonita, ou num armario mais bem-dividido. Quero comprar so’ e apenas os moveis que eu vou precisar, porque nao tem como descomprar depois (mas, ao mesmo tempo, a taxa de entrega da loja ‘e unica – eu preciso comprar so’ que eu preciso, mas de uma vez so’). Eu prefiro ter menos moveis a ter mais, porque a casa fica mais livre, eu tenho menos espaco pra guardar tranqueira, e gasto menos em movel, maravilha. Ah!, e eu quero comprar tudo de uma vez, na mesma loja, pra poupar tempo e estresse.

Contrabalance isso com o desejo de morar numa casa vagamente bonitinha e aconchegante e me diga: como faz?

Comecei tentando definir que moveis eu quero para qual comodo e por que razao, mas mesmo ai nao estou bem certa. A sorte ‘e que eu so’ preciso pensar mesmo no quarto e na sala; banheiro e cozinha nao tem muito o que decidir.

No quarto ‘e facil: quero uma cama e duas comodas, uma de cada lado – pra guardar coisas e fazer as vezes de mesinha de cabeceira. Um guarda-roupa. Uma escrivaninha, uma cadeira confortavel. Sem contar o colchao, ai ja’ vao 500 euros – e nao sao os moveis mais bonitos nao! Sao so’ os mais baratos que nao sao horrendos.

Na sala, a coisa fica toda complicada. Um sofa, fato (de novo – o mais barato que era confortavel e nao totalmente horroroso – que coisa cara ‘e sofa’!). Duas mesinhas de apoio, so’ porque sao baratcheeeenhas (5 euros cada). Um tapete. Um barzinho movel (eu queria mesmo era um bar que nem essas casas da decada de 80 – mas parece que a Ikea ‘e modernete e o maximo que da’ pra achar ‘e um assim). E o que mais? A principio nao quero ter teve – o que quer dizer que nao preciso do movel da teve, muito bom. Preciso de uns armarios pra guardar bugiganga. E tambem gostaria de uns pufes, que nao achei ainda. Sem os pufes, de novo, mais ou menos 500 euros.

O plano ‘e comprar todos os moveis brancos, pra eles se combinarem de alguma forma (porque sim, alguns sao retos, outros eu nao sei dizer como sao, mas nao sao retos). Acho que mesmo assim, vai virar um samba doido. Isso sem falar das coisinhas bonitinhas que fazem a casa ter cara de casa – umas almofadas, umas luminarias, uns trens decorativos. Esses nao sei nem como ‘e que vou escolher – acho que vou ter que importar a minha mae pra ajudar : (

Somando tudo, incluindo colchao, mesa de cozinha e uma ou outra coisa, acho que vai dar pelo menos 1500 euros. Isso ‘e pouco? ‘E muito? E’ um investimento na minha felicidade, ou estou queimando dinheiro que poderia ser convertido em viagens se eu dormisse no colchao inflavel que eu ja’ tenho e almocasse no chao? Oh, duvidas crueis!

Advertisements

One thought on “Brincando de casinha, parte II

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s