Sobre a beleza e a praticidade

Outro dia postei no facebook que minha mala ficou muito mais leve depois que desisti de levar a vaidade. Eu nao expliquei la’, mas era o seguinte: eu precisava fazer uma mala super reduzida pra ir de Ryanair pra Estocolmo passar a virada de ano. A Ryanair so’ deixa voce levar uma malinha pequetita (50cm x 40cm x 20cm) e leve. E so’ a mala – nao ‘e uma mala e uma bolsa nao; a bolsa tem que estar *dentro* da mala. So’ um volume!

Primeiro coloquei as jeans e camisetas de todo dia, e depois fui pensar com que roupa eu queria passar a virada. O que eu queria mesmo era levar um vestidinho fofo. So’ que ai eu ia precisar de levar tambem sapatos que combinassem com o vestido. E uma bolsa (porque o vestido ‘e bonitinho mas ordinario e nao tem bolsos). E o que eu queria mesmo levar pra Suecia eram camadas e camadas de roupa de baixo quentinha, hehe.

Acabei largando a vaidade e passando o Reveillon de jeans e camisa (preta) dos Bitous – minha camiseta mais bonita dos Bitous, mas ainda assim jeans e camiseta.

Nas pequenas coisas, tambem estou abrindo mao da beleza pela praticidade. Eu adoro uma coisinha bonitinha e colorida (lapis de cor e canetinha ‘e necessidade basica la’ em casa), entao nao faco isso sem sofrer. Olha que feia a minha chave de casa:

Espero que nao de pra fazer uma copia pela foto

Espero que nao de pra fazer uma copia pela foto

E olha que fofo o chaveiro que eu tenho:

Nhooo.

Nhooo.

Mas agora eu nao consigo deixar de pensar que, se eu usar o porcario do chaveiro, vou estar quintuplicando o volume da chave (que sozinha mal ocupa o fundo do bolso).

Sera’ que a gente sempre tem que escolher entre a beleza e a praticidade?

Advertisements

8 thoughts on “Sobre a beleza e a praticidade

  1. Olha, eu sou da opinião que dá para conciliar beleza e praticidade, pois dá para ser simples mas ainda assim prezar pela estética (sem exageros). Quanto ao chaveiro, por exemplo, você pode usá-lo na porta da chave do seu quarto :) porque a chave da casa a gente leva para os cantos, mas do quarto não. E aí você não precisa se desfazer dele e pode olhá-lo de vez em quando. Outra opção é deixá-lo na chave de uma gaveta (de casa ou do trabalho), mas tem que ser uma daquelas gavetas que a gente não se incomoda de levar por aí, que fica sempre na fechadura. Pode usar também no seu estojo de lápis/caneta. Ou na sua necessaire.

    Digo isso para você não ter que se desfazer desse chaveiro super fofo :) na próxima aquisição, você pensa melhor antes de comprar algo volumoso ou desnecessário. Eu me considero minimalista, mas não acho que ser prática significa abandonar por completo a beleza. Dá para achar um meio-termo. Aliás, a carteira minimalista que eu indiquei no post anterior é um exemplo de beleza e praticidade, não acha? :)

    PS: realmente eu não sei se dá para copiar chaves via foto, mas na dúvida, teria dado um BLURzão na parte dos DENTRIFÍCIOS ó. Segurança morreu de velha, sabe como é… :)

    PS2: vasculhei de novo os posts de estocolmo (porque podia ser que não tivesse visto) e não vi um registro da sua camisa dos bitous. Fiquei curiosa para saber como ela é :) posta aqui!

  2. ahahahaahahaah, desculpa, o post é sério mas não dá pra não rir com a foto fofaaaaaaaaaa do seu chaveiro.
    a gente precisa ser prático em tudo? eu não acho. to tentando achar um meio termo aqui na minha vidinha :) acho que dá.

    • Nao e’ que precisa ser pratico em tudo, mas e’ que eu ando gostando mais de ser pratica do que ser bonitinha. Prefiro ser os dois, mas quando nao da’… a beleza sofre, hehe.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s