You can’t always get what you want

No comeco minha aventura aqui foi so’ alegria, como era mesmo pra ser. Mas logo depois, eu comecei a ficar triste e irritada, a me sentir muito sozinha, e a repensar se era isso mesmo que eu queria. Eu tava infeliz e nao sabia o que era. ‘E que demorou pra cair a ficha que o problema ‘e que eu dei um passo maior que a perna.

As outras vezes que eu morei fora de casa nao me prepararam pra essa. Tudo bem nao conhecer ninguem por perto e ter que refazer sua vida social, como nos Eua. Tudo bem se ferrar de verde e amarelo no trabalho por nao saber nada, como em Salvador. Mas eu nao reparei que estava juntando tudo, e ainda num lugar onde nao conheco nem a lingua nem os costumes. Yey!

Quando aceitei a proposta de emprego aqui, regredi um pouco na carreira. E esse foi o pior erro de calculo – pensar que, por ser musgo na cadeia alimentar da empresa, minha vida no trabalho ia ser facil. Nao ta’ sendo! O pessoal nao me cobra muito, apesar de periodicamente ter pessoas que gritam comigo por eu nao saber nada. Mas eu me cobro muito e me sinto extremamente incomodada de nao saber fazer tudo sozinha. Pra tudo tenho que perguntar – ‘as vezes nao so’ como faz, mas pra quem pede autorizacao, a quem informa, pra quem preciso pedir opiniao e bencao. Me vejo perguntando as coisas mais bestas desse mundo. Sinto que tenho toneladas de coisas pra aprender. E sinto que nao tou rendendo, nao tou ‘valendo’ a contratacao.

O proprio pessoal da equipe ja’ me disse que demora 6 meses pras pessoas se acostumarem aqui, mas eu sou turrona e achei que ia resolver tudo rapidinho. E cada dia que eu nao sei como fazer as coisas me deixa mais aflita. So’ que ficar aflita nao resolve nada.

Tenho um longo caminho tambem em outras ‘areas – aprender a lingua, fazer amigos, montar casa permanente em Frankfurt. Ficar aflita por nao falar alemao e nao ter amigos nao me ajuda em nada. Na ansiedade de resolver tudo, eu atiro pra todos os lados e, quanto maior e’ a minha boa vontade em tentar de tudo, mais eu fico chateada se nao funciona. Circulo vicioso.

Acho que entender que as coisas vao demorar a entrar nos eixos, e aceitar que tudo bem, ‘e a primeira coisa que eu preciso fazer pra elas comecarem a se ajeitar.

Advertisements

2 thoughts on “You can’t always get what you want

  1. Isa, faça uma lista, por escrito, das prioridades e foque apenas nas duas primeiras. Passe adiante somente quando pelo menos uma delas estiver concluída ou sob controle. Afinal, “primeiro as coisas primeiras”, como diria seu pai. No mais, calma.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s