Ronneburg

Abandonei o blogue um cadim mas foi temporario – e’ que eu estava chateada com um monte de coisas feias, bobas e chatas e nao queria ficar reclamando aqui. Nesse meio tempo teve visita a Ronneburg, teve festinha da empresa, teve visita a Colonia, teve festinha em casa… comecemos pelo comeco.

Quando percebi que existiam muitas cidades em volta de Ffm e poucos finais de semana em dezembro, fui tentar descobrir quais as cidades que tem feirinhas de natal imperdiveis. Feirinha de Natal na Alemanha e’ que nem fogueira de Sao Joao na Bahia – toda cidade tem a sua, cada uma mais legal que a outra. Me sugeriran Ronneburg, onde fazem uma feirinha medieval.

IMG_8434

Langenselbold fofinha

A porcaria do site e’ so’ em alemao e tem instrucoes bem poucas de como chegar na feira. Mas como quem tem mapa nao tem medo (e tinhamos GPS tambem!) resolvemos acordar cedinho e ir. No site deram duas sugestoes: ou pegavamos um taxi de Langenselbold, ou um onibus de Hanau. Pergunta daqui, pergunta dali, nos recomendaram a primeira opcao (e eu nao achei no google a estacao a partir da qual deveria pegar o onibus de Hanau). Simbora.

Pra comeco de conversa, o ‘ponto’ em  Langenselbold era no meio do nada; so’ tinha um ponto de onibus perto. Quando estavamos descendo do trem vimos um onibus passando… e o proximo era so’ dali a uma hora. Ah!, importante mencionar tambem que, apesar de um dia lindo e ensolarado, estava um frio absurdo. Resolvemos ir andando na direcao que o nariz apontava na direcao do GPS. Andamos bem uma meia hora no frio e no meio do nada ate’ chegar na cidade; a parte boa e’ que Langenselbold ‘e uma cidade fofissima! Paramos pra tomar um cafe’ numa padaria e aproveitamos pra perguntar se havia conducao pra feirinha. Nada, so’ taxi. E ai mais um caso de ‘assumption’, ou traduzindo – eu presumir que as coisas sao iguais ao Brasil. A moca disse que o ponto de taxi era do lado, e que poderia chamar um taxi pra nos. Eu aceitei e agradeci, mas disse que iamos terminar nossos croissants e chocolates quentes primeiro. Dai quando pedi a ela que chamasse, a resposta do ponto foi que demoraria 25 minutos : ( podiamos ter chamado antes e terminado o lanche tranquilamente… mas tudo bem. Quando chegamos a feirinha ainda estava sendo montada, entao nem perdemos nada.

med1

Feirinha medieval

Gente, que feira foi aquela! Eu nao tinha botado fe’ quando me disseram ‘medieval’. Mas sim, era medieval, e muito! As pessoas na feira (e nao so’ os feirantes) vestidas de paladinos, magos, artesaos… as barracas vendiam armas brancas, flechas, pocoes, armaduras, aderecos… muitas coisas lindas! E ate’ a caneca (toda feirinha de natal tem sua propria caneca) era medieval! Dentro do castelo tambem tinha barraquinhas, e na ‘praca de alimentacao’ (na falta de um termo melhor) tinha um velho tocando harpa! Bleim, bleim bleim!

Do lado de fora, tinha um trio tocando musicas e contando casos (que eu nao entendi, porque era em alemao – e ainda devia ser alemao antigo). E uma tenda para aprender a atirar de arco e flecha e um carrossel medieval (que parecia mesmo medievalmente antigo – eu nao deixaria meus bebes ali, nao).

No final das contas ficamos super contentes de termos enfrentado o perigo, opa, o caminho e ido na feirinha. Dizem que todo ano ‘e igual, mas acho que todo mundo tem que ir pelo menos uma vez na vida : )

Estavamos felizes e contentes ate’ lembrar que precisavamos voltar… Eu tinha confiado (mais uma!) que em qualquer evento teria um ponto de taxi perto, ou um ponto de onibus na porta, e indicacoes claras pra onde ir. Que boba! Saimos perguntando pras pessoas como fazia e descobrimos que, se a gente andasse uns 15 minutos, chegava no ponto de onibus que levava pra Hanau. Ai de Hanau fica facil voltar pra Ffm.

Tomamos mais um vinho pra animar a enfrentar o frio (ali’as, nessa feira tinha Honigwein – vinho de mel, dilica) e la’ fomos no’s cantando alegremente pela estrada afora. Chegando no ponto, mais meia hora de espera do onibus, mas pelo menos aprendemos – tem sim jeito de ir pra Hanau e pegar o onibus que vai pra feira, da estacao central mesmo. E o ponto da feira, se nao me engano, chama Ronneburg ou coisa bem parecida. O problema ‘e so’ descer do onibus e subir o morro todo – razao pela qual o taxi e’ recomendado na ida :)

med2

Bleim, bleim, bleim

Advertisements

2 thoughts on “Ronneburg

  1. Só fiquei lembrando de um episódio de The Big Bang Theory em que o Sheldon reclamava que as pessoas não estavam apropriadamente históricas… e morrendo de inveja, lógico ;)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s